Como acelerar o metabolismo para perder peso mais rápido

 

Aprenda aqui algumas maneiras de como acelerar o metabolismo para perder peso mais rápido. Ressaltando que não existe milagre, como por exemplo, não adianta você ingerir alimentos que aceleram o metabolismo e te ajudam a perder peso mais rápido ao mesmo tempo que come coisas muito calóricas ou vive de forma sedentária. Achar que vai emagrecer só porque toma chá verde junto do seu x-tudo duplo é besteira.

acelerar o metabolismo para perder peso

1 – Aumentar a frequência das refeições: Se você come com um intervalo de tempo muito grande entre cada refeição, seu organismo vai passar por períodos de catabolismo, ou seja, ele vai precisar das próprias reservas de nutrientes. E a reação dele será entrar em modo de economia, leia-se jogar o metabolismo lá para baixo. Mas se você comer menores quantidades com frequência maior, dificilmente isso acontecerá, e o resultado é que o corpo manterá o metabolismo normal. Outra vantagem é que gastamos calorias durante a digestão, e como o trato digestório trabalhará mais vezes ao dia, o gasto calórico aumenta.

2 –  Fazer exercícios aeróbicos: Além do evidente gasto calórico, que eleva o seu metabolismo no momento do exercício e queima gorduras, há um benefício extra, quando se pratica o chamado treino intervalado de alta intensidade. Esse benefício consiste na real aceleração do metabolismo por um período de tempo variável, persistente mesmo após o exercício em si. Ou seja, você faz o esforço, e seu metabolismo basal mantém-se maior que o normal, em alguns casos, por até 12 horas.

3 – Treinar com pesos: Sabe qual a semelhança entre os fatos de homens terem metabolismo basal maior que mulheres (em média) e quanto mais idoso, menor o metabolismo? É a quantidade de massa muscular presente. O músculo é praticamente uma fornalha, consome bastante energia para se manter, e construindo músculos, você terá cada vez mais facilidade para manter o seu peso.

treino com peso para perder peso

4 – Beber muita água: A água otimiza as reações químicas do organismo, e um organismo desidratado é menos eficiente nessas reações, o que joga o metabolismo para baixo. Beber água gelada ainda oferece uma vantagem extra, pois você gastará algumas calorias adicionais para “esquentá-la” dentro do seu organismo. Parece pouco, mas como falamos anteriormente, o somatório de pequenas mudanças pode fazer uma diferença enorme.

tomar muita água

5- Fique de olho nos carboidratos: Procure sempre carboidratos com o chamado baixo índice glicêmico, ou seja, de digestão mais lenta. Eles impedem os picos de glicose no sangue e consequentemente, de insulina, o que favorece o acúmulo de gordura e aumenta a fome. Além disso, por levarem mais tempo para serem digeridos, consomem mais energia no processo. Os bons carboidratos são encontrados especialmente nos alimentos integrais, legumes, frutas e verduras.

6 – Não pular o café da manhã: Se você seguir a dica 1, obviamente não vai pular, mas vale ressaltar que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. O período de jejum durante o sono tende a ser o mais longo do dia, e é importante quebrá-lo logo, para que seu organismo não entre em modo de economia. Estudos também mostram que quem toma um bom café da manhã tem mais facilidade em emagrecer e manter o peso.

7 – Comer proteínas e mais proteínas: As proteínas da dieta são importantes para acelerar o metabolismo por alguns motivos. Primeiro, porque elas são matéria-prima para a construção de músculos. Depois, porque aumentam o tempo de digestão dos carboidratos, o que já vimos que consome mais energia. Pesquisas mostram que a ingestão de proteínas pode aumentar a queima calórica após a refeição em até 35%.

8 – Fique bem atento às gorduras: Gorduras ajudam você a encontrar um equilíbrio na dieta, pois aumentam a saciedade e reduzem o risco de você comer demais ou fora de hora. Consumir gorduras boas em pequenas quantidades ajuda…. a queimar gordura! Isso porque otimiza o metabolismo, mas fique atento às quantidades, porque se demais, vai é engordar mesmo. Óleo de coco, abacate, nozes e sementes e azeite são boas escolhas.

9 – Outros alimentos que ajudam: Café, chá verde, canela, gengibre, pimentas e chocolate amargo são exemplos de alimentos que aceleram o metabolismo, seja por ação de estimulantes, ou por efeito termogênico. Óbvio que sozinhos, não vão fazer milagre, mas ajudam.

10 – Durma bem: A privação de sono a longo prazo leva à lentificação do metabolismo. E quem consegue ter energia para se exercitar após uma noite mal dormida? Sem falar que esse estado de fadiga aumenta a chance que você vai chafurdar no sofá comendo porcarias. E como ajuda extra, é durante o sono que nosso corpo constrói a musculatura que tanto ajuda a acelerar o metabolismo.

boa noite de sono

11 – Controlar o estresse: Níveis de estresse elevados acabam por aumentar os níveis de cortisol circulante no organismo. A consequência disso é que seu organismo terá mais dificuldade em queimar gordura.

12 – Ter nutrição balanceada em geral: Já falamos de carboidratos, proteínas e gorduras, mas é interessante ficar de olho também nas vitaminas e minerais. A falta de qualquer nutriente fará o corpo deixar de utilizar uma via metabólica onde o nutriente seria usado, e isso significa metabolismo menor. Ter uma dieta rica em frutas, vegetais, integrais e oleaginosos ajuda bastante.

13 – Não perder oportunidades : Ao longo do dia, temos inúmeras oportunidades para queimar calorias extras, mantendo nosso metabolismo em alta. Subir escadas ao invés de usar o elevador, estacionar o carro um pouco mais longe ou mesmo ir à pé, ficar em pé ao invés de sentar-se, tudo isso gasta uma energia extra, que ao longo do tempo, se transformará em quilos perdidos.

 

 

Lidiane

Lidiane

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *