Obesidade infantil como evitar?

A obesidade infantil é um tema cada vez mais abordado em questão de saúde pública. Isso se deve a uma preocupação generalizada com o crescimento dessa situação com as crianças.

Veja algumas informações de prevenção e cuidados que devem ser tomados relacionados à obesidade infantil.

O que é a obesidade infantil?

Há alguns anos especialistas procuravam informar quando uma criança realmente era saudável, já que era relacionado que ter mais peso significava melhor estado de saúde. Porém, mesmo com a crença popular forte, foi possível conscientizar a população sobre a obesidade infantil.

A doença é, atualmente, um problema de saúde pública. Quase metade das crianças brasileiras de 5 a 10 anos sofre ou já sofreram com obesidade ou sobrepeso, de acordo com dados do próprio IBGE.

Porém, pode ser uma tarefa difícil, em alguns casos, definir se uma criança sofre mesmo de obesidade infantil ou se não é uma situação passageira de estresse e outros fatores.

Assim, para avaliar se crianças e adolescentes estão acima do peso, os  médicos se baseiam em um gráfico de índice de massa corpórea (IMC), usado por especialistas que estudam o corpo.

Esse método divide o peso pela altura ao quadrado. Dessa forma, a análise dos resultados é diferente da que é usada para adultos. Assim, uma criança é considerada com sobre peso, o que ainda não caracteriza um quadro de obesidade, quando seu IMC está acima de entorno de 84% das crianças saudáveis que tenham a mesma idade.

Porém, a obesidade infantil é diagnosticada quando o resultado ultrapassa 97% da representação da mesma representação. Esteja atento(a), pois esse calculo é feito, apenas, para crianças acima dos 5 anos de idade.

Quais são as principais dicas de como evitar a obesidade infantil?

Um fato essencial sobre a obesidade infantil que ela pode e deve ser evitada. Além disso, pode ser mais fácil do que para um adulto, já que o controle da situação fica na mão de seus responsáveis. Veja algumas dicas para evitar a obesidade infantil!

  1. O primeiro passo para evitar obesidade infantilé realizar o aleitamento materno até os seis meses, essa é uma das principais medidas preventivas. Depois, inicie uma dieta com frutas, legumes e carnes magras.
  2. As refeições poderão ser iguais às dos pais depois de um ano de idade. Além disso, lembre-se de que o estômago de uma criança é menor que o de um adulto então as porções devem ser proporcionais.
  3. Evite alimentos industrializados, principalmente nos primeiros anos de vida da criança, como fast-food, refrigerantes, bolachas recheadas e sucos industrializados. Comidas naturais são às mais adequadas para evitar a obesidade infantil.
  4. O ideal para uma criança, principalmente, é que elas realizem seis refeições ao longo do dia. São elas: café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e lanche da noite.
  5. Se no caso em questão a criança já sofrer de obesidade infantil, é recomendável uma reeducação alimentar com alimentos saudáveis e indicados por um especialista. Isso evitará muita informação errada sobre o assunto.

Existem métodos preventivos?

Como foi dito, os principais métodos preventivos para a obesidade infantil  vem dos próprios pais. Por isso, durante a gravidez, a mãe deve dar consumir de alimentos menos gordurosos e com pouco açúcar, evitando, alimentos industrializados durante toda a gravidez.

Depois do nascimento da criança, deverá ser construída,  através do hábito, um bom cardápio para a criança.  Regrar todos os alimentos não é bom, mas conscientizar obre quantidade e horários é essencial.

Para criar bons hábitos de alimentação é recomendado:

  • Não comer muitos alimentos inadequados;
  • Comer alimentos saudáveis em todas as refeições;
  • Aprender a gostar de beber água é uma boa tática para fugir dos refrigerantes e, assim, evitar a obesidade infantil.

 Espero que tenha gostado da dicas e orientações. Até breve!

 

 

 

Lidiane

Lidiane

Website:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *